outubro/novembro

Formação de utilizadoresuti.JPG

Anúncios

Dia internacional do Idoso 1 de outubro

Os idosos na biblioteca.  – “ Dia Internacional do idoso”  Atividade realizada em parceria com a turma do Curso Técnico Auxiliar de Saúde – 11ºP.

Na biblioteca escolar os alunos e os idosos do centro de Convívio( Centro Social e  Paroquial de Ponte de Lima), comemoraram o dia internacional do idoso com leituras, histórias do passado e dramatizações. No fim foi servido chã e biscoitos.

Idoso

A tua biblioteca conta…

No âmbito do projeto “ Ler mais”, comemorou-se o dia de S. Martinho na Biblioteca, com a apresentação de quadras alusivas à vivência popular do S. martinho no passado e no presente.

                  I1

É dia de S. Martinho

Veio o sol pra aquecer

Lembra castanhas e vinho

Mas está-se tudo a perder

II

A juventude de agora

É toda meio esquisita

Tudo o que é bom ignora

Só Hambúrguer e batata frita

III

Pra beber só coisa fina

É gim, vodka e cerveja

Quanto mais vai, mais anima

Do que é bom nada deseja!

IV

As castanhas e o vinho

Tudo a moda levou

Do Algarve até ao Minho

A tradição acabou!

IV

Que saudades desse tempo

Das castanhas na fogueira

Agora fica o lamento

Que vida tão traiçoeira!

Dores Malafaia

Diz a lenda que Martinho, nascido na Hungria em 316, era um soldado. Era filho de um soldado romano. O seu nome foi-lhe dado em homenagem a Marte, o Deus da Guerra e protector dos soldados. Aos 15 anos vai para Pavia (Itália). Em França abraçou a vida sacerdotal, sendo famoso como pregador. Foi bispo de Tous.

Certo dia de novembro, muito frio e chuvoso, estando em França ao serviço do Imperador, ia Martinho no seu cavalo a caminho da cidade de Amiens quando, de repente, começou uma terrível tempestade. A certa altura surgiu à beira da estrada um pobre homem a pedir esmola.

Como nada tivesse, Martinho, sem hesitar, pegou na espada e cortou a sua capa de soldado ao meio, dando uma das metades ao pobre para que este se protegesse do frio. Nessa altura a chuva parou e o Sol começou a brilhar, ficando, inexplicavelmente, um tempo quase de Verão. Mais tarde terá tido uma visão de Jesus e decidiu dedicar-se à religião cristã. Faleceu a 8 de novembro de 397 em Tours.