Contos de Natal

Integrado no Dia Internacional das Bibliotecas Escolares, os alunos da Professora Manuela Silva elaboraram escrita criativa com o tema ”Contos de Natal”.

Por motivo e espaço, iremos expor de forma faseada os trabalhos elaborados pelos alunos.

Ficam os trabalhos do 7º B que podes ler na biblioteca.

Anúncios

CE Facha recebeu na biblioteca o João Só

No dia 7 de novembro, recebemos  na nossa escola o músico João Só, que veio apresentar o projeto “Deixa o Bullying Só“, uma iniciativa que pretende sensibilizar as crianças para a problemáticado “Bullying“.

 

Ouvimos a apresentação do livro e também as canções de autoria do músico João Só, que proporcionou aos alunos uma aprendizagem dinâmica e enriquecedora.

No fim da apresentação houve uma sessão de autógrafos com o autor do projeto, o músico João Só.

Agradecemos à Associação de Pais do Centro Educativo da Facha por nos proporcionar esta vivência especial e muito importante para o desenvolvimento global dos nossos alunos.

Ler na Rádio Ondas do Lima

O quê?
Pequenas coisas de nós, fazem parte das várias leituras sobre a nossa terra.
Quem?
A Eva Direito, a Carlota Melo, a Eva Pereira, Mariana Queiroz, a Shara Silva e a Cláudia Silva do 12º H.
Como?
Uma iniciativa promovida pela Biblioteca da Escola Secundária, sob a orientação do professor José Manuel Araújo e professora Lurdes Teixeira.
Quando?
Quinzenalmente, nas terças feiras às 15h:00 e sábados às 8h:30.
Onde?
Na Rádio Ondas do Lima – Rol 95.0 FM.
Porquê?
Porque através da leitura conhecemo-nos a nós próprios e o mundo que nos rodeia. A escola é o veículo que nos prepara para esse conhecimento!

 

Semana da Leitura 27 a 31 de Março

Ler com PRAZER/ Ler para SER

Cartaz da semana da leitura para o concelho de Ponte de Lima da autoria da aluna Eva Pereira do Curso de Artes Visuais.

Sessão musical com o Ângelo e a Sarah:

 

Tertúlia: Ler para quê? Um livro pode mudar a nossa vida?

Momento fantástico de partilha e vivências de leituras !

Com os professores Augusto Viana, Céu Malheiro, Sónia Martins , os alunos Eva Direito e João Pedro Cunha e a assistente operacional Patrícia Fernandes.

 Leitura de histórias de encantar

A turma do 4º ano da EB1 de Ponte de Lima veio à Biblioteca ouvir histórias, contadas pelos alunos do 9º ano .

Um escritor na biblioteca

Professor Teodoro da Fonte: Crianças nos livros

Eu não tenho pai nem mãe

Nem desta terra parentes

Sou filha das tristes ervas

Neta das águas correntes.

Quem me dera uma mãe

Inda que fosse uma silva

Por mais que ela me picasse

sempre eu era sua filha

Provérbios ou Ditados Populares sobre o mês de MARÇO

Vivências diárias atentas aos sinais da natureza e transmitidas, oralmente, de geração em geração, a Sabedoria Popular surpreende-nos e encanta-nos em qualquer momento da nossa vida.

  • Março, marçagão, manhã de Inverno, tarde de Verão.
  • Vinho de Março, nem vai ao cabaço.
  •  Covas em Março e arrendas pelo S. João; todos o sabem, mas poucos as dão.
  • Em Março, tanto durmo como faço.
  • Março ventoso, Abril chuvoso, de bom comeal farão desastroso.
  • Entre Março e Abril, há-de o cuco vir.
  •  Nasce a erva em Março, ainda que lhe deêm com um maço.
  •  Água de Março é pior que nódoa no pano.
  • Quem não poda até Março, vindima no regaço.
  •  Em Março, chove cada dia um pedaço.
  •  Vento de Março, chuva de Abril, fazem o Maio florir.
  •  Em Março, onde quer eu passo.
  • Em Março, cada dia chove um pedaço.
  •  Se em Março a videira não chora, choras tu.
  •  Em Março espetam-se as rocas e sacham-se as hortas.
  • Quando o Março sai ventoso, sai o Inverno chuvoso.
  •  Março chuvoso, S. João farinhoso.
  • Março virado de rabo é pior que o diabo.
  •  Poda em Março, vindima no regaço.
  •  Quando em Março arrulha a perdiz, ano feliz.
  •  Páscoa a Março, ou muita fome ou mortaço.
  •  Temporã é a castanha que em Março arreganha.
  •  Se queres um bom cabaço, semeia-o em Março.
  •  No tempo do cuco, tanto está molhado como enxuto.
  •  Março liga a noite com o dia, o Manel com a Maria, o pão com o mato e a erva com o sargaço.
  •  Março marceja (chuva miudinha), pela manhã chove e à tarde calmeja.
  •  Em Março, igual o trigo com o mato e a noite com o dia.
  •  Março, nem quanto molhe o rabo ao gato; em Abril, quantas (águas) puderem vir.
  •  Março de ano bissexto, muita fome e muito mortaço.
  •  Março pardo, antes enxuto que molhado.
  • Entre Março e Abril o cuco há-de vir.
  • Inverno de Março e seca de Abril, deixam o lavrador a pedir.
  • Lua cheia em Março trovejada, trinta dias é molhada.
  • Março, marçagão, manhã de Inverno, tarde de rainha, noite corta que nem foicinha.
  • Março pardo e venturoso traz o ano formoso.
  • Vento de Março e chuva de Abril, vinho a florir.
  • Vinho que nasce em Maio, é para o gaio; se nasce em Abril, vai ao funil; se nasce em Março, fica no regaço.

 

Resultado de imagem para imagens do mês de março

“Escrito na Parede”

Este livro fala da história de um rapaz que não tem ninguém que lhe dê atenção, carinho e amor como todas as crianças precisam.Resultado de imagem
Este rapaz, chamado Daniel, tinha uma mãe que nunca estava em casa e quando estava não lhe dava atenção. Daniel tinha amigos que apoiavam-no e ajudavam-no, mas não lhe chegava, ele precisava de uma mãe verdadeira.
Apesar de tudo Daniel adorava a mãe e preocupava-se muito com ela.
Um dia, a mãe não veio dormir a casa mas, Daniel não ficou preocupado, pois era normal. Os dias passavam e a mãe continuava sem aparecer, Daniel começou a ficar preocupado e decidiu procurá-la. Ele encontrou-a num prédio abandonado e descobre que o namorado da mãe prendeu-a lá.
A mãe, devido  ao Daniel tê-la  salvo, apercebe-se que apesar dela ter sido uma má mãe, Daniel nunca deixou de se preocupar com ela e, assim, nunca mais se separou do filho…

Imagem relacionada   Ana Ana Saldanha é uma escritora e tradutora portuguesa situada no domínio da chamada literatura juvenil, embora a maioria dos seus títulos pareça dirigir-se à pré-adolescência e à  adolescência.

Nascimento: 1959, Porto